A ideia principal da Cia ZIN é trazer para a cena temas ligados ao dia a dia, recontados de forma poética, tendo a pretensão de gerar uma primeira experiência estética para os bebês, além de proporcionar a interação entre crianças pequenas, pais, educadores e cuidadores.
Em cena, duas personagens interagem em um espaço cênico entre o real e o onírico. O que eu sonhei? fala sobre o universo do sono, da hora de dormir ao momento de sonhar.
As atrizes Elenira Peixoto e Fafi Prado apresentam um roteiro de movimentos e gestos cotidianos, poetizados pelo estado de devaneio e sonho.
Mães, pais e seus bebês sentam no mesmo plano de palco, pertinho da encenação, para garantir intimidade com os atores. A partir daí, as personagens interagem em um espaço situado entre a realidade e o sonho dos bebês. Executada ao vivo e com instrumentos que produzem sons suaves (calimba, metalofone), a música completa a atmosfera de delicadeza.

Mesclando teatro e dança, o espetáculo convida o público mirim a uma viagem pelo mundo dos sonhos como possibilidade de encantamento, numa tentativa de amenizar o medo da criança dormir. Assim, a linguagem verbal é substituída por uma comunicação imagética, oferecendo uma vivência dos aspectos visuais, auditivos e táteis, fundamentais nesta faixa etária.
O que eu Sonhei? substitui a linearidade da narrativa por uma poética de livre associação, própria do sonho, propondo uma apreensão que pode se dar pela percepção de fragmentos. Dialogando com a produção teatral contemporânea, a dramaturgia do teatro para bebês pode ser bem descrita pelas palavras do destacado grupo espanhol La Casa Incierta: “É teatro puro, que, como linguagem, é contemporâneo, é poético, é abstrato”.

Resenha por Mariana Oliveira Revista Veja

Antes de entrar na sala de espetáculos, bebês correm e brincam no saguão do teatro. Quando a porta se abre, o público é acomodado no palco, em pufes e almofadas. Nesse momento, o músico responsável pela trilha sonora tocada ao vivo, já está em cena. Em seguida, surgem as atrizes da Cia. Zin, comandadas Elenira Peixoto e Vitória Cohen, também responsáveis pela criação da montagem.

A peça O que Eu Sonhei? explora o universo onírico de maneira vagarosa e poética. Não há uma narrativa linear nem diálogos, apenas barulhos e imitações de animais. Atentos, os pequeninos espectadores ficam hipnotizados com a expressão corporal do elenco e com os sons vindos de instrumentos como acordeão e xilofone. Outros, mais participativos, interagem com o cenário simples da peça.

O aparecimento de um grande balão branco e a brincadeira de acender e apagar as luzes com o dedo, como em um passe de mágica, são os pontos altos para a plateia. A diversão para os adultos está em acompanhar a reação das crianças, nessa que pode ser a primeira experiência teatral delas.

SERVIÇO

Datas: 17/09 e 24/09 ás 10h e 11h

17  e 24 de Setembro ás 10h e 11h

 

sempre, duas sessões por dia!
Ingressos: Inteira R$ 50 – Meia entrada R$ 25

Local: Av. Imperatriz Leopoldina, 550

Bilheteria: (11) 2574-7749

Vendas online: www.compreingressos.com