DOCKA REY

Assassino em crise existencial é tema de peça

Um poderoso, rico e violento rei do crime começa a sofrer com mistérios que rondam sua vida.

Esse é o tema da peça Docka Rey, de autoria e direção de Alberto Santoz, encenada pela Cia. Npc-Artes, que terá curta temporada no Teatro UMC (Av. Imperatriz Leopoldina, 550, Vila Leopoldina, São Paulo/SP) nos dias 01 e 08 de novembro, às 20:30.

O personagem-título, passa por momentos de depressão e quer descobrir um sentido para sua vida.

Neste momento, sua noiva tenta ajudá-lo e começa a desvendar as origens do seu amado.

Ela acaba descobrindo que os pais dele morreram em situações trágicas: o pai, suicida, e a mãe, alcoólatra.

A inquietação de Docka é o ponto de partida para o desenrolar dessa inusitada história. Devido a esse seu conflito, o público começa a entender as distorções e o maniqueísmo do personagem.

O enredo conta com a presença de tipos bem conhecidos, como: a mocinha, o vilão, o tutor, o mordomo, a profetisa e os miseráveis, figuras que ajudam a dar um clima farsesco à obra.

A peça foi escrita na década de 80, mas só agora é encenada. A inspiração para a trama são os filmes de ação e suspense. A obra brinca com os clichês dessas histórias, misturando vários tempos e gêneros literários.

Nome da peça: Docka Rey
Gênero: Tragicomédia
Texto e Direção: Alberto Santoz
Encenação: Cia. Npc-Artes
Elenco: Alex Viana, Déris Allves, Gigi Santos, Juliano Sawa, Sabrina de Souza, Oberdan Quintino, Ricardo Marques e Tamara Scherb.

SERVIÇO : 

Quando: 01/11  e 08/11,
Quintas, às 20:30
Ingressos: R$ 40,00

compre aqui o seu ingresso